quinta-feira, 2 de agosto de 2012

TIPOS DE CATEGORIA DE CARTEIRA DE HABILITAÇÃO

Há cinco tipos de habilitação para motoristas e motociclistas, que variam de acordo com a finalidade e o grau de responsabilidade exigido para alguns veículos:




Categoria "A" - Veículos motorizados de duas ou três rodas, com ou sem carro lateral, também chamado de "side-car".



Categoria "B" - Veículos motorizados, que não estejam contemplados na categoria "A". Não devem ter mais de oito lugares, excluído o espaço para o motorista, e peso bruto total superior a 3,5 mil quilogramas.



Categoria "C" - Veículos motorizados usados para transporte de carga, cujo peso bruto total seja superior a 3,5 mil quilogramas.



Categoria "D" - Veículos motorizados usados no transporte coletivo de passageiros e de escolares, ou que tenham mais de oito lugares, excluído o espaço do motorista.



Categoria "E" - Estão incluídos: veículos das categorias "B", "C" ou "D" que tenham uma parte articulada ou estejam acoplados a reboque ou semirreboque, com peso bruto total igual ou superior a 6 mil quilogramas ou espaço para mais de oito lugares. Para rebocar trailer, o motorista também precisa de habilitação nesta categoria.

segunda-feira, 23 de julho de 2012

Curso Para Motoboys – Cursos Obrigatórios

A partir do dia 2 de agosto de 2012 será realizada a fiscalização dos motoboys, com o intuito de garantir a norma da profissão.

A resolução que regulariza a profissão de motoboy está vigente desde 2009, mas cerca de 4.000 profissionais da área dos cerca de 200 mil que atuam de São Paulo, estão de acordo com as novas regras, ou seja 2%. A fiscalização começa no dia 4 de agosto e essas pessoas que ganham a vida sobre duas rodas necessitam se adequar o quanto antes. Quem não respeitar a norma está sujeito a multa de R$ 191,54, além de 7 pontos na carteira de habilitação.

Curso Para Motoboys: exigências

Além disso, os participantes das aulas precisam apresentar antecedentes criminais. O curso de capacitação de 30 horas não o suficiente para estar dentro da lei para exercício dessa profissão. As motos precisam ser brancas e os motoqueiros devem utilizar um colete laranja, proteção para motor e pernas, antena “corta-pipa” e um capacete com dispositivos refletivos para estar de acordo com as exigências do Contran.

O Sindimotos alega que a prorrogação é necessária porque os centros de formação não conseguirão absorver a demanda dos mais de 196 mil profissionais. Para saber o local onde é possível fazer o curso é necessário entrar em contato com o Sindimotos. A obrigatoriedade de equipamentos de segurança, além das aulas, tem como objetivo a diminuição da taxa de morte dos motoboys de São Paulo.

Fonte: R7

segunda-feira, 24 de outubro de 2011

Novas regras para uso do capacete estão em vigor

RJTV e O Globo Online
 
RIO - Os motociclistas agora têm uma nova regra para o uso dos capacetes: de acordo com o Conselho Nacional de Trânsito, todos os capacetes comprados a partir do dia 1º de agosto do ano passado devem ter a certificação do Inmetro e adesivos refletivos nas laterais e na parte de trás. No entanto, os capacetes comprados antes de 2007 podem continuar sendo usados, mesmo sem a proteção total. Nestes casos, será verificado apenas o uso da cinta e dos óculos de proteção, o que significa que muitos motociclistas vão continuar dirigindo com menos segurança. Eles mesmos admitem que as novas regras são importantes para evitar acidentes.
O capacete precisa ficar preso à cabeça do condutor por uma cinta e ainda deve ter viseira. Caso contrário o motociclista tem que usar óculos de proteção.
- Com a faixa reflexiva, ele será visto melhor pelo motorista do carro. A viseira vai evitar que alguma pedrinha atrapalhe sua visão. E com a certificação, o capacete será mais seguro, vai resistir melhor aos impactos, vai absorver melhor os impactos - explicou Gustavo Kuster, chefe da Divisão de Produtos do Inmetro ao RJTV.
Segundo o Detran, a Guarda Municipal será responsável pela fiscalização. Quando houver blitz, a Polícia Militar também vai verificar se o capacete está dentro das normas. Se o motociclista desrespeitar as novas regras, estará cometendo uma infração grave e terá que pagar uma multa no valor de R$ 127,69.
Segundo a Guarda Municipal, a fiscalização começou nesta segunda-feira, em vários pontos da cidade. No fim da tarde, a Guarda terá um balanço de como foi esse primeiro dia de trabalho e de quantos motoqueiros estavam em situação irregular.
O RJTV conversou com o inspetor da Guarda Municipal José Ricardo Soares.
RJTV:A medida substituirá o prazo antigo, quando a CNH era entregue ao usuário em até oito dias, contados a partir da aprovação na prova prática: Como será essa fiscalização e como os guardas vão saber se os capacetes foram comprados depois de 1º de agosto de 2007?
José Ricardo Soares: Essa operação começou nesta segunda e os guardas estão orientados a fiscalizar essas condutas nos pontos de fluidez. Os guardas vão parar esses veículos e verificar essa situação. Estamos com algumas operações também já agendadas para esta semana com alguns órgãos, como a Polícia Militar e a própria delegacia.
Como os guardas vão saber se eles realmente foram comprados depois de 1º agosto de 2007?
Isso nós vamos verificar nas operações. Os guardas vão trabalhar no dia-a-dia em cima do artigo 244, que é a respeito de dirigir sem viseira e sem capacete. O restante nós vamos verificar somente nos pontos de parada, porque aí o guarda vai verificar o selo do Inmetro e também a fabricação desses capacetes, que tem que ser a partir do dia 1º de agosto de 2007.
Como fica a situação dos motoqueiros que têm os capacetes antigos, ou seja, não têm as faixas refletivas, nem o selo do Inmetro? Isso não traria mais insegurança a eles no trânsito?
Eles ainda não estarão adequados à lei, mas creio que o próprio Detran ou o Denatran darão uma resolução a respeito desses casos.

Polícia realiza megaoperação contra fraudes no Detran

POR MAHOMED SAIGG
Rio - Agentes da Polícia Civil realizam, desde o início da manhã desta sexta-feira, uma operação em diversos municípios do estado para combater uma quadrilha especializada em fraudar emissões de carteiras de habilitação do Detran. Policiais cumprem 40 mandados de prisão e 60 de busca e apreensão.
Pelo menos três pessoas já foram presas em São Gonçalo, na Região Metropolitana. Entre elas está Angela Maria Azevedo do Vale, apontada pela polícia como uma das cabeças da quadrilha. Ela foi detida em casa, no bairro Santa Catarina. Agentes também fazem buscas em Niterói e no Rio.
Em 2008, a acusada havia sido presa no posto do Detran em Petrópolis, na Região Serrana, acusada de fraudar documentos para fazer a prova eletrônica no lugar de outros. Na época, ela foi detida com carteiras de trabalho e de identidades falsas.
As investigações contra o grupo começaram em novembro de 2010, na corregedoria do Detran. Há sete meses policiais da Delegacia de Defraudações (DDEF) participam do caso. De acordo com a polícia, a quadrilha facilitava a retirada de carteiras de habilitação em troca de pagamento.
A ação é coordenada pela DDEF e conta com agentes de diversas especializadas e distritais do estado, funcionários do Detran e agentes do Ministério Público (MP).

fonte : O Dia

Polícia deflagra operação contra fraudes no Detran do Rio de Janeiro

Quadrilha é acusada de obtenção irregular de Carteira Nacional de Habilitação e ações acontecem em cidades fluminenses como Niterói, São Gonçalo, Maricá e em Itaboraí
A partir de informações passadas pela Corregedoria do Departamento Estadual de Trânsito (Detran), a Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, em conjunto com o órgão, o Ministério Público do Estado e a Corregedoria Geral Unificada (CGU) desmantelou uma quadrilha acusada de há pelo menos dois anos fraudar o processo de obtenção da Carteira Nacional de Habilitação (CNH) no Estado.
A “Operação Contramão II” teve como objetivo cumprir 42 mandados de prisão e 64 de busca e apreensão em todo o estado do Rio de Janeiro, entre eles Niterói, São Gonçalo, Maricá e Itaboraí.
Nestes locais seis pessoas foram detidas, sendo três delas em São Gonçalo, onde também foi presa uma mulher, apontada pela polícia como uma das líderes da quadrilha.
Na operação que contou com 254 policiais civis, 75 servidores do Ministério Público e 52 agentes da Corregedoria do Detran, além da apreensão de computadores e documentos, foram encontrados cerca de 50 moldes de silicone com digitais de candidatos, além de R$25 mil em espécie.
De acordo com a investigação, a quadrilha era composta por servidores públicos e prestadores de serviço do Detran, despachantes, zangões (despachantes não autorizados), donos de autoescolas, instrutores e funcionários de clínicas médicas para onde os candidatos são encaminhados para a realização de exames clínicos e psicotécnicos.
De acordo com o corregedor do Detran, David Anthony, 21 autoescolas são investigadas e algumas delas já foram fechadas para averiguação. O posto de habilitação do Detran, em Rio Bonito, também está sendo investigado, já que segundo ele há possibilidade de funcionários estarem colaborando com o esquema.
O corregedor do Detran disse ainda que os candidatos que obtiveram a carteira através do esquema de fraudes perderão a CNH e responderão criminalmente por falsidade ideológica e corrupção. Os profissionais presos acusados pelas fraudes responderão por: formação de quadrilha, falsificação de documento público, falsidade ideológica, inserção de dados falsos em sistemas de informação e corrupção ativa e passiva. Juntos, estes crimes têm pena máxima prevista de 50 anos de prisão.
Investigações começaram em 2009
As investigações que deflagraram a operação “Contramão II” tiveram início em 2009, depois que a Corregedoria do Detran constatou algumas irregularidades em processos para a obtenção da CNH. O órgão passou as informações à Delegacia de Defraudações (DDEF) e a Polícia Civil iniciou as investigações.
Segundo a Chefe da Polícia Civil do Estado do Rio de Janeiro, Martha Rocha, os criminosos cobravam de R$ 800 a R$ 4 mil para aprovarem os candidatos no exame de habilitação.
“Eles chegavam a cobrar R$4 mil para a realização do ciclo completo, ou seja, a realização de todas as fases estipuladas para a obtenção da CNH. O processo em geral era fracionado, alguns compravam a prova teórica, outros os exames ou a prova prática. Mas havia aqueles que não queriam se preocupar e compravam o processo completo. Cada fase tinha um preço de acordo com sua exigência. O impacto financeiro é de aproximadamente R$10 milhões por ano”, disse.
De acordo o Corregedor do Detran, David Anthony, o esquema é considerado audacioso por conta da falsificação de dados biométricos. “Em cada fase da obtenção de CNH é feito o controle biométrico, justamente para evitar fraudes. Em cada etapa o candidato é identificado através da digital. Então eram feitos moldes de silicone com a digital dos candidatos”, alegou.

O FLUMINENSE

Vinte e cinco pessoas são presas por fraudes em carteiras de habilitação

Até o fim da manhã do dia 21/10, 25 pessoas foram presas. Entre elas, 14 funcionários do Detran, donos e instrutores de auto-escolas e despachantes. Se comprovada a participação na fraude, 21 auto-escolas investigadas podem ser definitivamente fechadas.

A quadrilha investigada pela corregedoria do Detran fraudava todas as etapas para a retirada da Carteira Nacional de Habilitação, como exames médicos, frequencia nas aulas e até o exame de direção.

O que surpreendeu os policiais foi a tecnologia usada pelos criminosos para que uma pessoa fizesse os testes escritos e de direção no lugar de quem queria tirar uma carteira. Eles usavam pedaços de silicone com as digitais do candidato que são exigidas no exame, uma medida tomada justamente para evitar fraudes.

Segundo os investigadores, com este esquema, a quadrilha conseguia a emissão de 200 carteiras de habilitação por mês. As prisões ocorreram em postos do Detran de vários bairros do Rio de Janeiro, no interior, em Campos, na região metropolitana, São Gonçalo e Niterói e na Baixada Fluminense.

Os policiais saíram de madrugada para cumprir 42 mandados de prisão e 64 de busca e apreensão.

Em 11 meses de investigações, os policias descobriram despachantes, proprietários de auto-escolas e vários funcionários do Detran envolvidos no esquema.

Uma das examinadoras deste posto de Duque de Caxias foi presa em casa. Somente na sede do Detran, no centro do RJ, trabalhavam cinco funcionários suspeitos. Um deles foi preso no prédio.

Com o esquema o motorista não precisava participar de nenhuma etapa do processo. O aluno pagava 800 reais se a fraude fosse em apenas um exame e até R$ 4 mil para retirada da carteira.

Os policiais apreenderam computadores e documentos em 25 auto-escolas.

Os envolvidos respondem por formação de quadrilha, falsificação de documentos e corrupção. As pessoas que compraram carteiras no esquema ilegal também cometeram crimes, como falsidade ideológica e corrupção.

fonte: jornal hoje

quinta-feira, 6 de outubro de 2011

RESULTADO DA PROVA TEÓRICA RIO DE JANEIRO

O candidato a primeira habilitação ou renovação da CNH (carteira nacional de habilitação) que prestou o exame teórico pode conferir o gabarito da prova no site da CEPERJ. É só acessar o link e escolher a data da prova:
http://www.ceperj.proderj.rj.gov.br/detran/gabaritodetran.asp

E se o candidato possuir seu número RENACH, ele também pode conferir o resultado da prova no link:
http://www2.fesp.rj.gov.br/resultadodetran/resultado.htm

VÍDEO EXAME DE MOTO NOVA FRIBURGO

Este vídeo mostra exatamente o que deve ser feito no exame prático de moto em Nova Friburgo.

video




terça-feira, 4 de outubro de 2011

PROVA TEÓRICA EM NOVA FRIBURGO

Atenção candidatos a primeira habilitação e renovação de CNH que necessitam realizar a prova teórica em Nova Friburgo. Temporariamente as provas estão canceladas, pois será implantado em nossa cidade a prova téorica eletrônica. Até esse processo de intalação não acontece os candidatos terão que fazer a prova nos municípios vizinhos que já estão trabalhando com a prova eletrônica. 

segunda-feira, 3 de outubro de 2011

Detran do Rio está em marcha lenta

POR FRANCISCO EDSON ALVES Rio - Pelo menos 140 mil alunos que concluíram aulas nas 524 autoescolas do estado estão na fila para marcar prova prática de direção no Detran-RJ. O exame, principal exigência para a obtenção da primeira habilitação, virou uma via-crúcis na vida dos novos motoristas, que são obrigados a esperar de dois a cinco meses por uma vaga para o exame obrigatório. A morosidade, segundo o presidente do Sindicato das Autoescolas do estado (Sindaerj), João Ribeiro, se agravou a partir deste ano e causa sérios problemas a alunos — que chegam a perder oportunidade de emprego — e a empresários do setor. As autoescolas já enfrentam avalanche de processos dos alunos. “Antes, essa prova era marcada e aplicada em apenas 15 dias. Agora, virou um pesadelo”, lamenta Ribeiro. Segundo ele, as empresas, que solicitam a marcação das vagas já respondem a milhares de ações judiciais. “Já há pelo menos uns 15 mil processos tramitando. Esperamos contar com o bom senso da Justiça, pois não temos culpa desse caos”, apela o sindicalista. O cabeleireiro Luis Antônio Barbosa, 42, desembolsou R$ 680 pelas aulas que fez, em abril, na Autoescola Aleixo, na Vila da Penha, além de R$ 316 (R$ 183,11 de Duda pelo cadastros no Detran e R$ 133 de exame médico). Depois de diversas tentativas, sua prova foi marcada para 28 de julho, mas no dia passou mal. “Desde então, não consigo nova data”, diz. Para não esquecer o que aprendeu há cinco meses, ele está gastando mais R$ 200 em aulas de reforço. “Nesse mesmo calvário, temos mais de 500 alunos”, queixa-se o dono da auto-escola, José Aleixo. O Detran-RJ informou, através da assessoria de imprensa, que só vai se manifestar sobre o assunto na segunda-feira. Duas vagas de emprego perdidas O músico César Salem, 22 anos, que estuda na Alemanha, aproveitou as férias no Rio para tirar a carteira de motorista. “Foi tudo bem na autoescola, mas só há vaga em dezembro para a prova prática no Detran. Só que tenho que voltar para a Alemanha no dia 13 de outubro. Todo o esforço foi em vão”, revolta-se. “Já perdi duas chances de emprego”, afirma o representante de vendas Gustavo Dupim, 20. Ele espera há dois meses que o Detran marque sua prova prática. Indignados, alguns alunos chegam a ameaçar funcionários. “Uma atendente está com medo de trabalhar porque um rapaz acha que ela é que não quer marcar a prova no Detran e diz que ‘vai tomar providências radicais’”, revela Oliveira Silva, dono da Autoescola Irani, que tem mais de mil alunos pendentes de prova prática no órgão. odia.terra.com.br Nota: Porque o Detran, se mostra tão incompetente em resolver os problemas dos futuros motoristas. Poderia ser também tão incompetente assim na hora de mandar cobrar as multas aviltantes que cobra, em parceria com o Estado e Município. Obrigado.

segunda-feira, 12 de setembro de 2011

ÁREA DE MOTO



PARA CONHECIMENTO DE TODOS
Os candidatos a carteira de habilitação categoria de moto e as Autoescolas de Nova Friburgo estão com os seguintes problemas, além da redução da quantidade de vagas para a prova prática , a área de exame na via expressa onde acontece as aulas e provas práticas vem sendo ocupada por eventos(shows, circos, parques...). a consequencia é que há a demora nos processos da cnh, o candidato a 1º habilitação pode ter o processo vencido e perder quase R$1000,00 investidos ou ainda os que estão incluindo categoria podem perder o emprego ou ficarem com a carteira vencida.
A área é cedida pela prefeitura, porém é uma falta de respeito com os candidatos que dependem da CNH e com os instrutores que vivem do trabalho.E LEMBRANDO QUE 50% DO DUDA(PAGO AO ESTADO PARA SE PODER TIRAR A CARTEIRA) VAI PARA O MUNICÍPIO, OU SEJA SEM CANDIDATOS A PREFEITURA NÃO GANHA.
Alguns desses eventos ficam mais de 1 mês, deixando quase 400 pessoas sem tirar carteira.
Hoje soubemos que um circo vai se instalar na área. Desta vez não vamos deixar que isso aconteça. Os canditatos ou quem queira se juntar, estaremos na área de exame. Boa semana a todos.

sexta-feira, 29 de julho de 2011

Procedimento para adquirir a primeira habilitação categoria “A”.

Antes de começar a fazer as aulas na Autoescola Friburgo é preciso que pague o DUDA – Documento Único de Arrecadação do DETRAN no Banco Itaú de Primeira Habilitação, no caso da primeira carteira ou Inclusão de categoria, para quem já tem CNH e quer incluir categoria “A” ou “B”.
Após o pagamento do DUDA, o candidato tem que marcar para ir ao DETRAN pelo telefone 08000204041 ou pelo site http://www.detran.rj.gov.br/_agendamento.eletronico/renach/index.asp. No DETRAN, que fica localizado em Duas Pedras em frente à rodoviária norte, o candidato irá tirar a foto da carteira de habilitação, colher as digitais que irá usar durante todas as aulas na Autoescola Friburgo e também será escolhido aleatoriamente no sistema qual clínica credenciada ao DETRAN que o candidato será encaminhado. Na clínica o candidato irá fazer o exame clínico (vista, audição e cardíaco) e o psicotécnico. O pagamento do exame é feito na clínica.
Com o resultado de apto do exame o candidato levará o mesmo para a Autoescola Friburgo para ser cadastrado no programa CFC Digital. Após 48 (quarenta e oito) horas de feito o exame o candidato está apto a começar a fazer as aulas que são marcadas no dia da inscrição do aluno na Autoescola Friburgo.
Na Autoescola Friburgo a candidato terá que fazer 45 (quarenta e cinco) aulas teóricas obrigatórias. Cada aula teórica tem a duração de 50 (cinqüenta) minutos e os horários são disponibilizados da seguinte forma:
06 semanas de segunda a sexta feira: 07:00 as 09:00 14:00 as 16:00
16:30 as 18:30
19:00 as 21:00
09 Sábados: 07:00 as 13:00
13:00 as 19:00

Cada turma de aula teórica comporta a quantidade de 25 (vinte e cinco) alunos, e cada horário começa em dias diferentes de acordo com as disponibilidades dos horários dos alunos. As aulas são ministradas na Autoescola Friburgo. Após a conclusão das 45 aulas teóricas obrigatórias o candidato poderá escolher o local para fazer a prova teórica, pode ser feito em Friburgo ou em um dos locais do Estado do Rio de Janeiro disponibilizados pelo DETRAN mediante a prazos e quantidade de vagas disponíveis. Fazendo em local com prova eletrônica o resultado é dado ao candidato logo após a prova, sendo em local não eletrônico como em Nova Friburgo, o resultado só será liberado 4 (quatro) dias úteis após a prova.
Aprovado na parte teórica o candidato poderá fazer as aulas práticas de direção veicular que já foram agendadas no dia da inscrição do aluno. São 20 (vinte) aulas práticas obrigatórias de 50 (cinqüenta) minutos cada uma, agendadas de acordo com disponibilidade do aluno. Estando apto para realizar a prova prática, o candidato escolhe a data que estiver disponível.
Aprovado na prova prática o candidato pode pegar sua carteira em 5 (cinco) dias úteis no DETRAN.

quarta-feira, 27 de julho de 2011

Fesp oferece curso para instrutores de auto-escola

A Fundação Escola de Serviço Público (Fesp), órgão da Secretaria de Administração e Reestruturação, abriu as inscrições para o curso de Atualização de Instrutores de Centros de Formação de Condutores (CFCs)). É dirigido aos profissionais já cadastrados na Divisão de Aprendizagem da Diretoria de Habilitação do Detran, que precisam se adequar às mudanças na legislação de trânsito.

As aulas serão no dia 18 de agosto, das 8h às 17h, e no dia 19, das 8h às 12h, na sede da Fesp, na Avenida Carlos Peixoto 54, Botafogo, Zona Sul do Rio. A taxa de R$ 90 deverá ser paga no Banco Itaú em favor da Fesp, agência 5673, conta nº 03626-4. A Coordenadoria de Planejamento da Diretoria de Treinamento, responsável pelos cursos de atualização e capacitação dos servidores, aceita inscrições até as 17h do dia 15.

Para se inscrever, o instrutor deverá apresentar xerox de sua credencial antiga, do certificado ou diploma de conclusão do ensino fundamental, do CPF, da carteira de motorista e o comprovante do depósito bancário. Mais informações podem ser obtidas pelos telefones 2299-6986 e 2299-6963, da Coordenadoria de Planejamento.

O convênio de cooperação técnica da Fesp com o Detran existe desde 1995. No ano passado, a fundação inscreveu, via Internet, 91.847 interessados em fazer os exames para primeira habilitação, para renovação da carteira de motorista e provas especiais para avaliação de motorista infrator por pontos e por delitos. Os cursos obrigatórios do CFC/Detran – atualização e capacitação de instrutor e diretor-geral – ofereceram nove turmas.

terça-feira, 26 de julho de 2011

ATENÇÃO CANDIDATAS GESTANTES A PRIMEIRA HABILITAÇÃO

A gravidez é um momento da vida da mulher que é preciso ter cuidado para que a criança possa nascer saudável. Por isso a candidata grávida a primeira habilitação a partir do sétimo mês de gravidez precisa de uma autorização do médico para fazer as aulas práticas e também a prova de direção veicular.

segunda-feira, 25 de julho de 2011

PROVA TEÓRICA DIA 13 DE AGOSTO DE 2011

Os candidatos a prova teórica-técnica para primeira habilitação de Nova friburgo que antes faziam prova teórica no Colégio Estadual Jamil El Jaick, irão fazer a prova no IENF - Instituto de Educação de Nova Friburgo na praça no dia 13 de agosto de 2011 as 13:00 horas.

quinta-feira, 21 de julho de 2011

SEM ÁREA DE EXAME DE MOTO

Candidatos a primeira habilitação e inclusão da categoria “A” (moto) de Nova Friburgo e região, estão sem saber o que fazer, pois no local onde acontecem os treinos e provas de moto (via expressa) foi montado um parque de diversão. Foi concedido ao parque ficar no local dois meses, do dia 15 de junho ao dia 15 de agosto. O atraso no processo da carteira de habilitação dos candidatos é o menor problema. Há candidatos que estão aproveitando a inclusão de categoria para renovar a CNH – Carteira Nacional de Habilitação, com o vencimento do prazo da validade da mesma e sem local para realização das aulas e provas os candidatos ficam com a carteira vencida. Os candidatos a primeira habilitação tem o prazo de doze meses para terminarem o processo das aulas e exames, sem a área destinada aos treinos os alunos correm o risco desse prazo vencer e perder todo o processo, ou seja, investimento de mil reais em média na CNH, sem falar no tempo, passagem de ônibus, gasolina e etc... O que cabe as Autoescolas é tentar amenizar ao máximo esses problemas e resolver da melhor maneira possível cada situação dos candidatos, já que os CFC´s (Centro de Formação de Condutores) não podem aumentar o prazo dos processos.

quinta-feira, 14 de julho de 2011




A MOTOESCOLA FRIBURGO LTDA. fica na Rua Nossa Senhora de Fátima 36 lj d, Nova Friburgo - Centro - Rio de janeiro. Tel (22) 2523 - 6405 - (22)92737140
Aqui você poderá tirar sua carteira de habilitação para moto com a melhor qualidade, preço e o mais rápido possível. Tudo de acordo com as leis e as regras estabelecidas pelo Detran - rj. venha conferir.